OS DIAS BONS E OS DIAS MAUS

 

Texto: II Co. 4:8-9

“Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados, perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos.”

Todos nós estamos enfrentando diariamente grandes batalhas em diversas áreas, espiritual, familiar, financeira, na saúde, nos relacionamentos, enfim, todos nós vivemos desafios diários a nossa fé. Mas o apóstolo Paulo deixa uma mensagem motivadora a igreja de Corinto, dando-lhes força para persistirem na caminhada cristã:

1. “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados…”

. O apóstolo Paulo afirma que “em tudo” haverá tribulação, pois passaremos nessa terra por situações difíceis, assim como o próprio Cristo também passou e inclusive alertou aos seus discípulos que enfrentariam grandes dificuldades. Mas o que o apóstolo Paulo quer trazer aqui é a revelação de que por maior que seja nossa tribulação nós não estaremos angustiados, ou ansiosos, pois aquele que está no Senhor sabe que DEUS não desampara, que podemos confiar que para tudo o Senhor tem um grande propósito;

2. “Perplexos, mas não desanimados…”

. Uma das coisas que mais tem acontecido nos últimos dias é o desanimo, cada dia mais as pessoas apresentam um semblante desanimado com as circunstâncias: violência, desemprego, guerras, escassez e muitas outras tragédias que tem nos deixado cada dia mais perplexos. Mas o texto nos motiva a não exercer nossa motivação pelas coisas que acontecem ao nosso redor, mesmo que essas coisas nos deixem indignados ou surpresos,
devemos continuar caminhando com a mesma motivação;

3. “Perseguidos, mas não desamparados…”

. A perseguição aquela época fazia com que os discípulos fugissem e se escondessem para preservarem suas vidas, e mesmo as vezes ficando isolados e escondidos o apóstolo Paulo afirma que não havia desamparo por parte do Senhor. Em algumas oportunidades podemos ser perseguidos, através da injustiça, da ingratidão, da inveja, mas o que nos deve motivar sempre é a certeza da presença de um DEUS onipresente, cuidando de nós.

4. “Abatidos, mas não destruídos.”

. O verbo “Abater” traz a seguinte definição: Fazer cair, derrubar, lançar por terra. Estar abatido às vezes é estar na forma como a própria definição trata, lançado por terra, ter perdido uma batalha às vezes nos deixa com essa sensação terrível, e é normal e natural nos sentirmos assim, mas não podemos aceitar que uma derrota possa determinar nossa caminhada, podemos sim nos sentir abatidos em algum momento de nossa vida, mas na afirmação do apóstolo Paulo “mas não destruídos”, ou seja, ainda existe vida, ainda temos a chance de continuar e vencer.

Irmãos, estamos vivendo dias difíceis, e essa orientação do Apóstolo Paulo a igreja de Corinto se torna tão atual como a época em que foi escrita. Esse mês de Setembro se promove a ação “Setembro Amarelo” que visa o combate e a prevenção de suicídios, algo que está se tornando comum em nosso meio. Precisamos nos fortalecer a todo momento no Senhor e mostrar essa verdade ao mundo, em constante oração, por nós e pelos que estão a
nossa volta, mesmo que as circustâncias pareçam contrárias, servimos um DEUS grande e poderoso e o mundo precisa conhece-lo.
II Co. 4:17-18
“Porque a nossa LEVE e MOMENTÂNEA tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente, não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.

NÃO SE PREOCUPE, DEUS ESTÁ CUIDANDO DE TUDO!!!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *