As crises, as lutas, as provações nos testam para revelar a essência do que somos e no que cremos:  Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena. Provérbios 24:10. Não são os momentos de paz de tranquilidade e de harmonia, que mostramos a nossa fé e confiança. A disposição para fazer aquilo que era necessário, em momentos de crise, fizeram nascer homens e mulheres tais como: Noé, Moisés, José, Davi, Gideão, Daniel, Neemias, Deborah, Ruth, Ester, Jesus, entre tantos outros.

Aquele que tem os instrumentos de resgate não pode se omitir no dia da calamidade. Se tu deixares de livrar os que estão sendo levados para a morte, e aos que estão sendo levados para a matança; Se disseres: Eis que não o sabemos; porventura não o considerará aquele que pondera os corações? Não o saberá aquele que atenta para a tua alma? Não dará ele ao homem conforme a sua obra?  Provérbios 24:11,12

Poderia citar, como exemplo, as histórias de cada um daqueles personagens que foram citados acima e de tantos outros mais, conhecidos como heróis a fé, mas por hora, é suficiente ilustrar o exemplo de apenas um, nesse momento, especial, o exemplo de Neemias. Neemias 4:11-23

Disseram, porém, os nossos inimigos: Nada saberão disto, nem verão, até que entremos no meio deles, e os matemos; assim faremos cessar a obra.

E sucedeu que, vindo os judeus que habitavam entre eles, dez vezes nos disseram:

De todos os lugares, tornarão contra nós. Então pus guardas nos lugares baixos por detrás do muro e nos altos; e pus ao povo pelas suas famílias com as suas espadas, com as suas lanças, e com os seus arcos.

E olhei, e levantei-me, e disse aos nobres, aos magistrados, e ao restante do povo: Não os temais; lembrai-vos do grande e terrível Senhor, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas mulheres e vossas casas.

E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos, e que Deus tinha dissipado o conselho deles, todos voltamos ao muro, cada um à sua obra.

E sucedeu que, desde aquele dia, metade dos meus servos trabalhava na obra, e metade deles tinha as lanças, os escudos, os arcos e as couraças; e os líderes estavam por detrás de toda a casa de Judá.

Os que edificavam o muro, os que traziam as cargas e os que carregavam, cada um com uma das mãos fazia a obra e na outra tinha as armas.

E os edificadores cada um trazia a sua espada cingida aos lombos, e edificavam; e o que tocava a trombeta estava junto comigo.

E disse eu aos nobres, aos magistrados e ao restante do povo: Grande e extensa é a obra, e nós estamos apartados do muro, longe uns dos outros.

No lugar onde ouvirdes o som da buzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará por nós.

Assim trabalhávamos na obra; e metade deles tinha as lanças desde a subida da alva até ao sair das estrelas.

Também naquele tempo disse ao povo: Cada um com o seu servo fique em Jerusalém, para que à noite nos sirvam de guarda, e de dia na obra.

E nem eu, nem meus irmãos, nem meus servos, nem os homens da guarda que me seguiam largávamos as nossas vestes; cada um tinha suas armas e água.

Algumas coisas que são comuns em todo momento de crise:

  1. A adversidade, um ou vários adversários, inimigos até mesmo;
  2. Os mensageiros da adversidade, do caos;
  3. Aqueles que tiram vantagem da crise;
  4. Aqueles que: ignoram, se omitem ou se escondem no momento da crise;
  5. Aqueles que trabalham e enfrentam a crise;

A questão mais importante que temos a responder, é semelhante à resposta que Neemias deu, quando veio um destes mensageiros do caos, para o intimidar, para o impedir e o instigar a pecar contra Deus.

E, entrando eu em casa de Semaías, filho de Delaías, o filho de Meetabel (que estava encerrado), disse ele: Vamos juntamente à casa de Deus, ao meio do templo, e fechemos as portas do templo; porque virão matar-te; sim, de noite virão matar-te.
Porém eu disse: Um homem como eu fugiria? E quem há, como eu, que entre no templo para que viva? De maneira nenhuma entrarei.
Neemias 6:10,11

Vivemos em um tempo que exigem de nós, os pastores, líderes do povo de Deus, uma boa dose de equilíbrio e temperança e uma dose sobrenatural de fé e de atitude! Fiquem na paz do Senhor nosso Deus.

Pr. Aylton Alves

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *