Cuidado com a vaidade – Despertar com a palavra do dia 11 de Julho

Cuidado com a vaidade 11/07/24

E Ezequias se alegrou com eles, e lhes mostrou a casa do seu tesouro, a prata, e o ouro, e as especiarias, e os melhores unguentos, e toda a sua casa de armas, e tudo quanto se achava nos seus tesouros; coisa nenhuma houve, nem em sua casa, nem em todo o seu domínio, que Ezequias não lhes mostrasse. Isaias 39:2;

Vaidade, soberba e arrogância, são atitudes similares, havendo pequenas diferenças entre elas, na verdade a soberba e a arrogância são estágios avançados de vaidade, que é por natureza um pecado. Atribui-se ao papa Gregório Magno, que governou a igreja católica no século VI, baseando-se nas cartas Paulinas, nomear sete pecados capitais, dos quais a soberba é um deles.

O soberbo gosta de expor os seus talentos e virtudes e estão sempre buscando para si mesmos os holofotes. O soberbo se esquece de que toda a glória humana é circunstancial e passageira. A soberba é por excelência uma atitude de vanglória, isto é, pessoas soberbas gostam de falar de si mesmos, mesmo que isto seja inconveniente. Era extremamente desnecessário e inconveniente para um rei mostrar a estranhos toda a riqueza de sua casa; os seus tesouros, as suas armas e o seus arsenais. As nações viviam em litígio por conta da gana de conquista de seus rei. Aquelas informações deveriam ser extremamente reservadas, mas o vaidoso não consegue falar de outra coisa senão de si mesmo e do que tem.

Ezequias estava recebendo uma comitiva do reino da Babilônia, que vieram trazer lhe presentes como um gesto de cortesia, por conta da notícia de este estivera gravemente enfermo e se restabelecera milagrosamente.

Que momento singular desperdiçado pelo rei Ezequias, que poderia revelar os seus tesouros espirituais, testificar do seu Deus, a sua verdadeira riqueza! Deus era aquele que proporcionou oportunidade ao rei de, não somente de viver, mas também de poder desfrutar de toda a sua riqueza. Aquele gesto de vaidade e soberba não passaria despercebido do profeta Isaias, que repreende severamente ao rei e o adverte: aqueles que você introduziu na sua sala do tesouro irá roubá-lo e levar para si.

Precisamos calçar os sapatos da humildade sempre, e assim seremos parecidos com o nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. Senão, outro sapato iremos calçar, o da soberba; que irá nos fazer parecer com aquele que o pai da soberba; Lúcifer, o pai do orgulho e da vaidade. Foi a soberba de Lúcifer que o retirou do jardim de Deus. A soberba de Ezequias levaria os seus tesouros e até os seus filhos para a Babilônia. É a soberba que alimenta a imagem dos super stars, dos ídolos, dos megalomaníacos, dos narcisistas, daqueles que querem usurpar para si mesmos, o que não lhes pertence, entre estas coisas a honra que deve ser dada a Deus. Então muito cuidado com a vaidade!

Tenham um excelente dia, despertados com a palavra.

Pr. Aylton José Alves


pelo

Avatar de Pr. Aylton José Alves

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *